Desafios dos materiais na indústria farmacêutica

As instalações da indústria farmacêutica devem atender às exigências de assepsia, sanitização ou esterilização, assegurando um ambiente adequado para evitar qualquer tipo de risco de contaminação.

Os materiais utilizados precisam ser resistentes à corrosão, livres de contaminação de íons metálicos, com alto nível de limpeza, especialmente quando os fluidos utilizados entram em contato com as instalações (água purificada, injeção de água vapor de qualidade pura, entre outros).

Réplica em Bin metálico. Avaliação de contaminantes e rugosidade superficial.

As exigências podem ter origem em regulamentações internas das empresas ou em normas definidas pela OMS (Organização Mundial da Saúde), ANVISA (Agência Nacional da Vigilância Sanitária), FDA (Food and Drugs Administration), ou qualquer outra entidade reconhecida que regulamente ou oriente estes aspectos, tais como o ISPE (International Society of Pharmaceutical Engineers) ou ICCCS (International Confederation of Contamination Control Society).

A seleção de materiais na Indústria Farmacêutica

Os principais materiais para processamento e construção de equipamentos utilizados na indústria farmacêutica, como por exemplo, aço inoxidável e vidro apresentam constantes problemas e falhas (e crescentes) de

  • rugosidade excessiva
  • pitting
  • corrosão
  • contaminação metálica
  • protocolos de limpeza caros
  • falha inadvertida…

O desenvolvimento da química fina nesta indústria pode ser limitada pelo que pode ser sintetizado e fabricado em componentes de aço inoxidável ou em vidro.

A Testmat auxilia a indústria farmacêutica na caracterização destas falhas e em alternativas de materiais e revestimentos para garantir a qualidade do produto final e a eficiência operacional.